Ancelotti: "Tenho uns jogadores com um compromisso colectivo muito elevado" | OneFootball

Ancelotti: "Tenho uns jogadores com um compromisso colectivo muito elevado"

Logo: Real Madrid Official

Real Madrid Official

O treinador do Real Madrid, Carlo Ancelotti, compareceu na conferência de Imprensa telemática de antevisão ao jogo frente ao Osasuna, relativo à décima primeira jornada da Liga (quarta-feira, 20:30 h. portuguesa): "Tenho um grupo de jogadores com um compromisso colectivo muito elevado. Agora o futebol é mais posicional do que antes, mas a criatividade é o que mais salta à vista e tenho uma equipa com muita criatividade. Por isso é nesse aspecto que trabalho menos".

"O Osasuna é uma boa equipa e está com uma boa dinâmica, com um futebol intenso e a defender bem. São perigosos na área e a classificação deixa tudo muito claro. Estão num bom momento e nós temos de continuar a preparar bem um jogo que pode ser complicado".

Rotatividade "A rotatividade faz-se por diferentes razões: por cansaço, para procurar motivar os jogadores que querem jogar, por estratégia... Trata-se de uma avaliação que farei depois do treino".

A vitória no Clássico "No futebol toda a gente tem opinião. Não disputámos um Clássico espectacular, mas sim inteligente, porque defendemos bem e jogámos bem em ataque rápido, que era o que tínhamos programado".

Vinicius Jr. "Gosto que ele arrisque e que jogue com muita intensidade. Fala-se muito do seu talento, mas ele trabalha muito e é muito intenso com bola. Tem de melhorar sem bola e poderá fazê-lo sem problemas. É humilde, gosta de trabalhar e até agora tem estado bem".

Calendário exigente "A paixão pelo futebol é assistir a um jogo como se fosse um filme na íntegra. Há muito futebol na televisão e não consegues ver todos os jogos. Como adepto, gosto da oportunidade de ver bom futebol por inteiro, mas como treinador não é a melhor maneira de preparar um jogo, pois se jogámos muitas partidas o nível acaba por baixar. Concordo que o calendário tem de ser corrigido, porque há muitos jogos. A UEFA e a FIFA têm de fazer alterações, visto serem os jogadores que ficam esgotados. Se um treinador ficar cansado, não é grave, mas se os jogadores estão cansados, não se podem realizar jogos".

O tratamento a Koeman "A verdade é que fiquei chateado e com pena do Koeman. Há coisas que não podem acontecer e não se pode tolerar a má educação. É um problema social e não apenas do futebol, pois trata-se de uma falta de respeito à pessoa e não ao treinador. Quando se falta ao respeito às pessoas, isso significa que a sociedade tem um problema".

Mencionados neste artigo