Após derrota do Fortaleza, Atlético-MG se torna a melhor defesa do Brasileirão; veja números

Logo: Mercado do Futebol

Mercado do Futebol

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fmercadodofutebol.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F08%2F51351325998_7ce1e2ad8c_k.jpg&q=25&w=1080

Outrora criticado, o Cucabol vai mostrando seu resultado. São 10 gols sofridos em 14 rodadas, com uma média de 0,7 gols por jogo (ou aproximadamente 2 jogos para sofrer gol). O Galo estava atrás apenas da defesa do Fortaleza, mas a derrota por 3 a 1 para o Ceará deixou os tricolores com 12 gols sofridos.

Historicamente, a defesa do Galo é um problema, muito graças ao estilo Galo Doido, que rende muitos gols marcados, mas gera muitos gols sofridos. Um exemplo disso é que os Alvinegros foram apenas a oitava melhor defesa no Brasileiro de 2020, com 45 gols sofridos.

Em 14 rodadas, a defesa mineira passou em branco pro 7 vezes, e ainda não sofreu mais de 2 gols em um mesmo jogo. Contudo, não faltou rotatividade: 6 zagueiros já foram utilizados por Cuca ao longo da competição (Alonso, Rabello, Gabriel, Réver, Nathan e Bueno).

O estilo ofensivo foi substituído por um estilo mais equilibrado, respeitando o ditado que “ataques ganham jogos, e defesas ganham campeonatos”. São 21 gols marcados até aqui, contra 26 gols marcados até a 14ª rodada da temporada passada.

Vivendo grande fase, o Atlético-MG viaja para Feira de Santana (BA) para enfrentar o Bahia, pelas 8ªs de final da Copa do Brasil. O embate ocorrerá na quarta-feira (04), às 21h30. Os mineiros venceram o jogo de ida por 2 a 0.

Saiba mais sobre o veículo