Arão não treina no Flamengo, mantém tratamento em casa e tem situação difícil para decisão do Brasileirão

Logo: Coluna do Fla

Coluna do Fla

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fcolunadofla.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F02%2Fwillian-arao-flamengo-x-corinthians.png&q=25&w=1080

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Na véspera da partida contra o Internacional, o Flamengo soube de um desfalque importante: Willian Arão. O camisa 5 sofreu um acidente no banheiro do CT Ninho do Urubu e fraturou o dedo do pé. Desta forma, não foi a campo na vitória em cima do Colorado. Para o duelo decisivo contra o São Paulo, a situação do jogador ainda preocupa o Rubro-Negro.

Nesta terça-feira (23), Arão não treinou no centro de treinamento e permaneceu em casa fazendo o tratamento indicado pelo departamento médico do Flamengo. A presença do jogador é difícil, porém o Rubro-Negro pretende esgotar todas as possibilidades para ter o atleta em campo contra o São Paulo. A informação foi inicialmente divulgada pelo UOL.



Vale destacar que, apesar de não ter entrado em campo contra o Internacional, Arão foi relacionado para a partida e ficou no banco de reservas. De acordo com o técnico Rogério Ceni, o jogador pediu para fazer ‘teste no vestiário’ para tentar ir para o jogo, no entanto, não conseguiu. Porém, devido a personalidade e referência do camisa 5 para o elenco, o treinador optou por deixá-lo junto aos companheiros.

– Nós temos uma esperança maior, para o próximo jogo, de poder contar com Willian Arão. É de se destacar o esforço dele para estar presente. Cortamos um goleiro pelo espírito de liderança e comportamental dele.

Na expectativa de contar com Willian Arão, o Flamengo se prepara para enfrentar o São Paulo, na quinta-feira (25), às 21h30 (horário de Brasília), pela 38ª rodada do Campeonato Brasileiro. Atualmente, o Fla é o líder com 71 pontos, enquanto o Internacional é o segundo colocado com 69. Desta forma, o Rubro-Negro precisa apenas de uma vitória simples para conquistar o oitavo título.