Ceni revela conversa com Arão antes de Flamengo x Internacional e admite: “Meu jogador de confiança”

Logo: Coluna do Fla

Coluna do Fla

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fcolunadofla.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F01%2Frogerio-ceni-e-arao-treino.png&q=25&w=1080

FOTO: ALEXANDRE VIDAL/FLAMENGO

Na tarde do último domingo (21), o Flamengo venceu a partida mais importante da 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. De virada, o Rubro-Negro superou o Internacional por 2 a 1 e chegou aos 71 pontos, assumindo assim a liderança do torneio pela primeira vez. Para o duelo, o técnico Rogério Ceni não pôde contar com Willian Arão, considerado um de seus ‘homens de confiança’.

O camisa 5 fraturou o dedo do pé na última quinta-feira (18), depois das atividades da equipe no Centro de Treinamento do Ninho do Urubu. Apesar disso, Ceni revelou que o jogador não queria ficar de fora da ‘final antecipada’ contra o Inter e pediu para realizar um teste no vestiário com o objetivo de verificar se havia ou não condição de ir para o jogo.

A palavra do médico é sempre muito importante, mas a palavra do atleta, eu já fui um e sei disso, ela tem um peso maior. Então, o Arão veio falar comigo e disse que gostaria de fazer um teste no vestiário. Eu não posso proibir o meu jogador de confiança, um cara que coloquei na posição, de fazer um teste no vestiário -, disse, antes de concluir:

Por isso que eu trouxe ele. Como havia uma mínima chance, eu tenho que esgotar essas possibilidades. A partir do momento que ele disse que não conseguiria, ‘ok’, a gente tinha um pré-determinado, o Arão não treinou com a gente ontem. Eu acho muito importante a presença dele, tem grande experiência de clube -, finalizou.



Em meio a lesão sofrida, a presença de Arão em campo ainda é dúvida no próximo compromisso do Flamengo, na quinta-feira (25), quando o Rubro-Negro encara o São Paulo, no Morumbi. A partida terá início às 21h30 (horário de Brasília), pela 38ª e última rodada do Brasileirão. Para se sagrar campeão, o Mais Querido depende somente de si e, portanto, basta uma vitória simples diante do Tricolor.