Salvo por Courtois, o Real Madrid sofreu para vencer o Athletic Bilbao, mas ao menos disparou na liderança | OneFootball

Salvo por Courtois, o Real Madrid sofreu para vencer o Athletic Bilbao, mas ao menos disparou na liderança

Logo: Trivela

Trivela

O duelo entre Real Madrid e Athletic Bilbao foi um dos jogos adiados no Campeonato Espanhol por conta das Eliminatórias. Com os dois times classificados por antecipação na Copa do Rei, a folga no meio da semana serviu para que o embate atrasado acontecesse no Estádio Santiago Bernabéu. E os merengues conquistaram uma suadíssima vitória por 1 a 0, que isola o time na liderança de La Liga. Benzema adicionou mais um gol para a conta, mas o embate não seria nada simples aos anfitriões. Os madridistas foram claramente melhores no primeiro tempo, embora também corressem seus riscos. Já na segunda etapa, em desvantagem no placar, os Leones provocaram uma blitz ofensiva. Foram várias e várias chances, sem que os bascos superassem Courtois.

O primeiro tempo no Bernabéu seria bem intenso. O Athletic começou adiantando a marcação e incomodando o Real Madrid, mas logo os merengues tomaram o controle e pressionaram. A primeira chance seria com Karim Benzema, forçando uma boa defesa de Unai Simón, após cruzamento de Vinícius Júnior. O goleiro da seleção também faria uma nova intervenção em ângulo fechado contra o francês. Depois de 20 minutos mais difíceis, porém, os Leones encontrariam meios de responder nos contragolpes. Iñaki Williams bateria com desvio de Éder Militão ao lado da trave, antes que o atacante desperdiçasse uma boa chance ao errar o drible. Já aos 27, Thibaut Courtois faria grande defesa com a perna, ao bloquear uma cabeçada à queima-roupa de Raúl García.

Em meio a essa trocação, o Real Madrid voltaria a melhorar na reta final do primeiro tempo. Toni Kroos daria trabalho novamente a Unai Simón com 39 minutos, pouco antes que Benzema abrisse o placar. Marco Asensio ainda parou em Unai Simón, mas o rebote sobrou com Luka Modric. O meia chutou mal, em bola que sobrou para Benzema na área e o artilheiro só precisou empurrar à meta aberta. Seria uma vantagem importante, até mesmo pela maneira como o duelo se desenhava.

O Athletic Bilbao voltou com duas mudanças para o segundo tempo e ensaiou um abafa. Os bascos tomaram o domínio do jogo durante os primeiros minutos e Casemiro seria providencial para travar Raúl García. Quando Kroos respondeu aos 10, tirou tinta da trave. Ainda assim, os Leones tinham mais presença ofensiva e os marcadores merengues precisavam se desdobrar. Lucas Vázquez também teria uma ação salvadora para bloquear Óscar De Marcos. Os bascos viriam com outra mudança aos 18, com a entrada de Nico Williams, antes que Rodrygo substituísse Asensio no Real Madrid.

O Real Madrid tentava algo diferente especialmente com Vinícius Júnior. O ponta chegou a dar um drible da vaca a partir de um corta-luz, mas não que as jogadas tivessem continuidade. O Athletic, sim, era mais perigoso. E as oportunidades se acumulavam, com Unai Núñez assustando após bola parada e Courtois se agigantando de novo quando Oihan Sancet recortou a marcação, ficando de frente para o crime. Os Leones rondavam e um lance inacreditável ocorreu já aos 40, quando Rubén Vesga cabeceou na pequena área, mas Militão salvou com o rosto. A insistência dos bascos, todavia, não daria resultado. As bolas paradas ainda providenciaram as últimas chegadas, até que o apito final concedesse um alívio aos madridistas.

O Real Madrid dispara na liderança de La Liga com o resultado. Chega aos 36 pontos, sete a mais que Atlético de Madrid e Real Sociedad – com um jogo a menos dos colchoneros. O momento é bem favorável aos merengues, com cinco vitórias consecutivas, enquanto Real Sociedad e Sevilla perdem fôlego. O Athletic para nos 20 pontos, no oitavo lugar. Lá se vão seis rodadas dos bascos sem ganhar, apesar da sequência recente de quatro empates neste intervalo.

Classificação fornecida por SofaScore LiveScore

Saiba mais sobre o veículo