Tite confessa que pode convocar mais jogadores que atuam no Brasil por conta das restrições na Europa

Logo: Stats Perform

Stats Perform

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fimages.performgroup.com%2Fdi%2Flibrary%2Fdazneditorialimages%2F7f%2Fc%2Ftite-peru-brasil-eliminatorias-2022-13102020_tite_peru_brasil_eliminatorias_2022_13102020_oq3ezhmgipye1s03bdmgc20e9.jpg%3Ft%3D-523791049&q=25&w=1080

Em meio a pandemia, e a dificuldade de liberação de atletas no futebol europeu por conta das restrições de viagem, Tite, técnico da seleção brasileira, confessou que existe a possibilidade de optar por mais atletas que atual no Brasil para os próximos jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo. 

"Essa é uma das variáveis (convocar mais atletas do Brasil), sim. É um dos aspectos que a gente está levando em consideração, analisado pelo presidente Caboclo com a Fifa, com a Conmebol, em função dessas dificuldades", disse o treinador ao chegar da sede da CBF para o prêmio do Brasileirão 2020. 

Tite citou Edenílson, destaque do Internacional e Claudinho, o craque do Brasileirão 2020, como possíveis convocados. 

"(O Claudinho) está numa seleção de atletas importantes, convocáveis, com qualidade técnica individual, comprovando sua qualidade. Tenho um pouquinho de felicidade de encontrar o Edenilson, campeão Mundial comigo pelo Corinthians, e o Claudinho, que era um garoto de 18 anos, por mim lançado, e se formando hoje com 24 anos. Tem o grau de reconhecimento em função do desempenho, tanto em finalização quanto em assistências e participaçõe". 

Tite também citou jogadores do Flamengo e lembrou de Guilherme Arana e Fagner, destaques de Atlético-MG e Corinthians

"Os atletas, o Gerson inserido, estão mantendo uma regularidade e um padrão alto de desempenho. O que é importante para dar consistência. Assim como a afirmação do Gabigol, Everton Ribeiro, Rodrigo Caio, para falar de outros jogadores do Flamengo. Tem o Filipe Luís, com 34 anos, que a gente vê a qualidade individual que tem. Fagner, do Corinthians, que permanece. Arana, outro garoto, já não mais tão garoto, surgindo e se afirmando. É importante ter essa safra". 

Na próxima semana, as entidades devem se reunir com a Conmebol para discutir com a FIFA questões relacionadas as convocações e as restrições sanitárias dos países europeus. 

O Brasil tem o confronto contra a Colômbia, no dia 26 de março em Barranquilla, e quatro dias depois recebe a Argentina, em Recife, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo.