Tom de despedida, agradecimentos e briga por coisas maiores – o último bastidor da temporada

Logo: Saudações Tricolores.com

Saudações Tricolores.com

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fsaudacoestricolores.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F02%2Frib1467.jpg&q=25&w=1080

Fluminense venceu o Ceará e terminou o Campeonato Brasileiro na quinta posição. Surpreendendo muita gente, a equipe tricolor superou adversidades, troca de comando e perda de jogadores e se reinventou para alçar voos maiores na principal competição nacional. Após o jogo, no vestiário, a atmosfera era de satisfação por aquilo que foi feito na temporada, com um sentimento de que “coisas grandes” virão pela frente:

– Diretoria, comissão técnica e jogadores. A gente saiu do empate na Vila (Belmiro) jogando em cima dos caras, frustrados porque nós empatamos. Nós estamos aqui no G-5 e com o sentimento que poderíamos mais, que merecíamos mais. Nós fizemos a nossa parte. A gente está vendo que somos grandes, a gente está vendo temos potencial para buscar títulos. Isso que nós estamos construindo agora vamos colher os frutos na frente. Em 2009 a gente brigou para não cair aqui, mas nós criamos uma raiz para ser campeões em 2010, segundo ou terceiro em 2011 e campeão em 2012. Então essa base que está sendo formada, vencedora, é isso que vamos levar para os próximos anos. Parabéns para todo mundo. Parabéns para todo mundo. Está todo mundo aqui com certeza no íntimo, inclusive nossos familiares, com muito orgulho da gente. Vamos comemorar esse G-5 e agora torcer para o Palmeiras – destacou o capitão Fred.

Na sequência, foi a vez de Marcão falar. Sempre naquele tom, que lhe é peculiar, o auxiliar técnico permanente agradeceu a entrega do grupo e enalteceu a união, também prevendo que o elenco vai conquistar algo maior na nova temporada:

– Meu agradecimento a todos vocês, com erros e acertos mas sempre pensando em vocês, sempre pensando nesse clube. Agradeço muito o que vocês fizeram por nós. Pela nossa família, pelos nossos amigos e por todos que torcem por nós. Passamos por momentos difíceis mas foi desse jeito (união do grupo), foi desse jeito que a gente chegou nessa posição. De coração eu estou muito feliz, e com o sentimento, que nem o Fred falou, de querer algo maior, algo mais acima, mas muito satisfeito por tudo que vocês criaram. Tenho certeza que tem coisa muito boa aqui na frente para todos. Obrigado por tudo!

O presidente Mário Bittencourt, que sempre está presente nos jogos, também pediu a palavra e enalteceu a garra com que a equipe disputou as partidas ao longo da competição. Além disso, Mário agradeceu ao Marcão e a todos os funcionários do clube:

– Fluminense voltou a Libertadores, graças a união de vocês todos e graças a esse cara que está aqui do lado também (Marcão), que ama a instituição. A história desse clube ela é feita assim, com honra e com garra. E foi o que vocês fizeram o campeonato inteiro. Não tenho dúvida que 2021 será maravilhoso. Agradeço da nossa torcida, que merece e é apaixonada pelo clube; agradeço em nome da diretoria, estamos fazendo um grande esforço para reconstruir a instituição; agradeço aos funcionários, ao departamento médico, nossos massagistas, nossos roupeiros, que são nossos alicerces. Nosso muito obrigado a todos.

Por fim, e em tom de despedida, Hudson – que ainda tem seu futuro indefinido, mas deverá se reapresentar ao São Paulo, após o término de seu contrato de empréstimo junto ao Flu – pediu a palavra e deixou seu recado:

– Durante o ano inteiro se reinventou e está mais forte do que nunca. Isso aqui, rapaziada, é com a minha experiência que falo com vocês: não percam isso aqui por nada. Isso aqui, leva lá para dentro e traz vitória. E eu tenho certeza absoluta que virá muita coisa boa para esse grupo. Obrigado de coração, que Deus abençoe todo mundo.

ST

Foto: Reprodução / FluTV