Flamengo vence Internacional e é o novo líder do Brasileirão

Logo: Mercado do Futebol

Mercado do Futebol

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fmercadodofutebol.com%2Fwp-content%2Fuploads%2F2021%2F02%2F50967348217_f4eef529fa_c.jpg&q=25&w=1080

O Flamengo venceu o Internacional em partida válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro. Com a virada de 2×1, o Rubro-Negro assumiu a liderança e depende apenas de si para ser campeão.

No entanto, a partida não foi fácil para nenhuma das equipes. Já no começo do primeiro tempo, o Internacional abriu o placar com pênalti cobrado por Edenilson. Após Gustavo Henrique puxar Yuri Alberto dentro da área, o Colorado não desperdiçou a chance.
Logo após, o Flamengo começou a criar muitas chances de gols e em uma dessas, conseguiu empatar. O gol saiu após jogada de Bruno Henrique, que deu assistência para Arrascaeta marcar.

No começo do segundo tempo, Rodinei foi expulso em lance polêmico, após pisão no tornozelo de Filipe Luís. O árbitro foi chamado pelo VAR para análise, onde decidiu expulsar o lateral do Colorado.

Assim, o jogo seguiu empatado até os 17 do segundo tempo quando, em uma linda jogada de Arrascaeta, Gabigol virou o placar a favor do Flamengo. A partida continuou muito pegada, com muitas chances criadas e desperdiçadas por parte do Flamengo. Além disso, o Internacional fez o que poderia fazer com um jogador a menos; aproveitando os contra-ataques e as faltas a seu favor.

Por fim, já no final da partida, via-se o desgaste de todos os jogadores, principalmente os do Internacional. Nos acréscimos, Pedro ainda fez um gol, que acabou sendo anulado após consulta no VAR.

Portanto, o Flamengo, com 70 pontos, necessita de uma vitória na última rodada para se consagrar campeão desse campeonato tão disputado até o fim.

A próxima partida do Rubro-Negro será na quinta-feira (25),contra o São Paulo em Morumbi. Já o Internacional, vice líder com 69 pontos, recebe o Corinthians no Beira-Rio.

Foto: Alexandre Vidal / Flamengo.