Flamengo vira sobre o Internacional e assume a liderança do Brasileirão

Logo: Gazeta Esportiva.com

Gazeta Esportiva.com

Imagem do artigo: https://image-service.onefootball.com/crop/face?h=810&image=https%3A%2F%2Fwww.gazetaesportiva.com%2Fwp-content%2Fuploads%2Fimagem%2F2021%2F02%2F21%2F50967120122_f392b310fe_o.png&q=25&w=1080

O Flamengo deu o bote e agora está a uma vitória do título brasileiro. Na “final” contra o Internacional, o clube carioca venceu de virada por 2 a 1, neste domingo, no Maracanã, e assumiu a liderança do torneio, na 37ª rodada. Arrascaeta e Gabigol fizeram a diferença. Figura central ao longo da semana, Rodinei foi expulso no começo do segundo tempo.

O Internacional viu a chance de ser campeão neste domingo escapar. O Colorado, se tivesse vencido, garantiria o título. Agora, vai precisar secar o Flamengo na última rodada.

Agora líder, o Flamengo tem 71 pontos, dois a mais do que o Internacional. Na próxima rodada, o Fla enfrenta o São Paulo, no Morumbi, enquanto o Colorado recebe o Corinthians, no Beira-Rio. Os dois jogos serão disputados na quinta-feira, às 21h30.

O Flamengo não teve o volante Willian Arão, que fraturou um dedo no pé direito, e foi substituído por Gustavo Henrique. O Inter, por sua vez, teve o desfalque do suspenso Cuesta. Outro componente do duelo foi Rodinei. O Colorado contou com a doação de R$ 1 milhão de um torcedor para pagar a cláusula no contrato de empréstimo para liberar a atuação dele contra o clube carioca. O lateral-direito foi expulso.

O jogo começou equilibrado, mas o Internacional logo deu o bote. Em contra-ataque, após cruzamento para área, Gustavo Henrique segurou Yuri Alberto. Pênalti. Edenílson cobrou com perfeição e fez 1 a 0, aos 11 minutos. O clube gaúcho quase ampliou em outro contragolpe, mas o chute de Yuri Alberto foi para fora.

O Flamengo encontrava dificuldade para criar. O Inter fechava os espaços e buscava os contra-ataques. Sem tanta inspiração, o clube carioca usou uma arma que tem funcionado: recuperar a bola perto da área adversária. Filipe Luís ganhou a segunda bola e acionou Bruno Henrique. Ele avançou pela esquerda e cruzou para Arrascaeta. O uruguaio deixou tudo igual, aos 28 minutos.

O clube carioca, porém, não conseguiu aproveitar o momento e continuou com problemas ofensivos. Faltava refino para criar, seja no passe decisivo, seja no cruzamento. O Inter foi mais incisivo. Rodinei avançou pela direita e chutou. A bola desviou na zaga e explodiu na trave. O primeiro tempo terminou empatado.

Inter perde Rodinei expulso

Logo no começo do segundo tempo, Filipe Luís roubou a bola de Rodinei. O lateral-direito pisou no atleta do Flamengo. O VAR Rodrigo Guarizo Ferreira do Amarael recomendou a revisão do lance. O árbitro Raphael Claus, então, expulsou Rodinei aos três minutos. Rogério Ceni logo colocou Pedro e tirou Isla. Éverton Ribeiro foi deslocado para a lateral. Já Abel Braga pôs Heitor no lugar de Praxedes.

O técnico do Flamengo fez mais duas mudanças. Rodrigo Caio e Diego saíram. Natan e João Gomes entraram. O time não estava muito confortável, mas chegou à virada. Arrascaeta deixou Gabigol na cara do gol. O artilheiro tocou na saída de Marcelo Lomba: 2 a 1, aos 17 minutos do segundo tempo. Na sequência, Ceni colocou João Lucas no lugar de Gabigol para recompor.

O Flamengo teve contra-ataques, mas não conseguia aproveitar, até que Pedro roubou a bola, driblou Lomba e marcou, nos acréscimos. Mas o VAR recomendou a revisão. Claus anulou, alegando falta no zagueiro. Bruno Henrique, livre, perdeu a chance de ampliar. O Inter ainda assustou em chute de fora da área. O clube carioca segurou o resultado e virou líder.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO 2X1 INTERNACIONAL

Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 21/02/2021, domingo
Horário: 16h (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Neuza Inês Back (SP)
VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)
Cartão vermelho: Rodinei (Internacional)
Cartões amarelos: Diego, João Gomes, Natan e Pedro (Flamengo)
Gols: 
Flamengo: Arrascaeta, aos 28′ do 1ºT, Gabigol, aos 17′ do 2ºT
Internacional: Edenílson, aos 11′ do 1ºT

FLAMENGO: Hugo Souza; Isla (Pedro), Rodrigo Caio (Natan), Gustavo Henrique e Filipe Luís; Diego (João Gomes), Gerson, Éverton Ribeiro e Arrascaeta; Bruno Henrique e Gabigol. Técnico: Rogério Ceni.

INTERNACIONAL: Marcelo Lomba; Rodinei, Lucas Ribeiro, Zé Gabriel e Moisés; Rodrigo Dourado (Johnny), Edenílson, Patrick (Maurício), Praxedes (Heitor) e Caio Vidal (Thiago Galhardo); Yuri Alberto (Peglow). Técnico: Abel Braga.